quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

Indescritível para as palavras


Seu beijo é um morango açucarado. Sua risada é uma harpa helenística ressoando no ar. As mais simples representações de sua alegria, seu sorriso, sua palavra são corais de pássaros que envolvem a tarde...
Como caracterizá-lo se para mim é algo indescritível a lógica humana. Feito de virtudes e defeitos fazem dessa rede um enigma, um desejo.

Adoro quando fica chateado e sua face se mergulha num mar vermelho e suas linhas de expressão se juntam dando ares de preocupação.
Adoro quando sua alegria se espelha com sua vontade. Os seus gestos e os seus planos se juntam as minhas expectativas e se transformam numa trajetória.

Você é o mistério de uma noite. Uma canção leve saída dos fios de náilon de um violão. São notas que desafiam o ar e ressoam nos espaços vazio da vida cotidiana.
Você é simples e ao mesmo tempo grandioso.

Suas criticas me fortalecem e me aborrecem na hora que são ditas.
Adoro estar contigo na hora do tédio onde as coisas se escassam, pois você é divertimento que me distrai. É o tempo que voa com a velocidade da luz. Com você jamais tenho tempo.

Indescritível para o conhecimento. Imenso para seu total reconhecimento. Você é tão intenso que não cabe dentro de mim...

Nenhum comentário:

Postar um comentário