terça-feira, 30 de novembro de 2010

Amizade


Quero que nossos laços sejam eternos.
Quero que nossos passos sejam ternos, singelos... Sinceros.
Quero que nossas mãos sempre se unam, que nossos abraços se entrelacem.

Seus segredos são pérolas douradas que guardei na memória.
São quais joias raras e ouros que defenderei de quem quiser os roubar.
Nossos momentos são minha maior riqueza, uma de minhas únicas alegrias.

Não Quero jamais que a tristeza te emudeça.
Sendo assim, no palco da vida, entre a certeza e a incerteza, o desespero e a razão de mim nunca se esqueça

Um comentário:

  1. Nunca vou me esquecer desse poema. Tudo começa pela amizade, e há de ser eterna se assim for verdadeira.

    Simplesmente inesquecível

    ResponderExcluir