sábado, 23 de outubro de 2010

O Barquinho





O barquinho que navegou
Rompeu os continentes
Jogou sua âncora no mar
E assim a profundeza foi visar.

Conheceu tão pequenino barquinho as estrelas do mar
Ouvindo das sereias o doce cantar
Beijou a terra no porto.
Chorou com a revolta das ondas e tremeu-se de dor.

Ficava alegre com o vento a sussurrar
Sentiu cócegas quando o navegador foi navegar
E esperou a noite chegar para que com o beijo do luar fosse assim sonhar.

CAMILLA DA SILVA RIBEIRO.












/

Nenhum comentário:

Postar um comentário